Especial Pesca da Tilápia Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 132
PiorMelhor 
Escrito por Luciano Cebula   
Neste especial sobre a Tilápia, o amigo do peska.com.br, Marcos A. Cavalcanti, conta um pouco para nós, dos seus truques, dicas e manhas, na pesca deste peixe que já faz parte do dia a dia de vários amigos pescadores.

 

Por Marcos A. Cavalcanti 

Lí e concordo com várias dicas aqui do Peska.com.br sobre a pesca da Tilápia e abaixo espero dar a minha contribuição, baseado na experiência de 15 anos pescando este peixe, especialmente na represa Capivari Cachoeira/Paraná:

A represa Capivari Cachoeira
Esta represa fica na região metropolitana de Curitiba, Municipio de Campina Grande do Sul e a pesca deste peixe se dá do final da primavera e durante o verão. Assim, vamos à algumas dicas:

1)Preparo do pesqueiro: Depois de aplainarmos o barranco, instalamos o guarda sol e sobre ele uma lona plástica, formando uma barraca, com espaço suficiente para nos movimentarmos dentro dela, bem como, colocar uma cadeira, os suportes das varas e do samburà. Espaço para o refletor a gás, cevas, iscas,etc. Tudo isto, com o mínimo de barulho, para não afugentar os peixes.

2)Cor da lona plástica e do guarda-sol: Preferencialmente cor preta, que não reflita na água;

3)Tamanho das varas telescópicas:
   a) Barrancos profundos: Varas de no máximo 3 metros;
   b) Barrancos rasos: varas acima de 4 metros.

4)Quantidade e distâncias das varas entre sí: Entre 5 e 9 varas na distância de 20cm uma da outra,diminuindo a quantidade das mesmas, após observar "em quais" as tilápias estão beliscando.

5)Iscas:
  Milho verde em espigas, bicho da laranja, capim picuia ou papuã, erva doce.

6)Cevas: Ração de coelho ou de peixe que afunde, quirera grossa de milho sêco, milho verde cortado no sentido vertical da espiga.

OBS:Na pesca noturna com capim, jogamos um maço de capim à uns 30cm antes da ponteira das varas, amarrados com uma cordinha de nylon e um pêso para que afunde.
ATENÇÃO: À noite a erva doce não adianta.

7) Linha e anzol: Linha número 25 a 30 e anzol 14/16 marusseigo ou chinu proporcional ao marusseigo.

8) Pena: na côr branca de até 15 cm, pois facilita enxergá-la a noite com a luz do refletor. A noite temos dado preferência à luz química (starlite) na cabeça da pena, a qual substituirá a luz do refletor, que ficará direcionada para o interior da barraca.

9) Uso do refletor: Acendê-lo um  pouco antes de escurecer e assim que fique escuro, regular a luz do mesmo, o suficiente para clarear as penas. Não usar a luz máxima do mesmo, pois irá atrapalhar outros pescadores.

10)Sair ou retornar à barraca à noite: Usar uma lanterna para isso, evitando iluminar a água ao sair e retornar ao pesqueiro, para não afugentar as tilápias.

11) Tilápias grandes: Para retirá-las da água, usamos um passaguá (coador) e como elas armam a espinha dorsal, usamos um pano, para não machucar as mãos e depois as colocamos no samburá.

12)Pesca diurna com erva doce:
   a) Colocar somente a ponteira do ramo da erva doce;
   b) Usar uma boia de isopor pequena de 2 a 3 cm de comprimento,com um chumbinho à uns 20cm do anzol, para que afunde a isca. Regular a boia numa distância de 60cm até 1 metro. Usar o anzol tipo cristal que é mais fino e facilitará a colocação do raminho de erva doce;
   c) Usar varas de 4,5 metros ou maior, lançando a linha a favor do vento a uns 2 metros do barranco. O vento fará com que a boia vá encostando no barranco.As tilápias pequenas começam a beliscar a ponteira da erva doce, levando-a para o fundo, onde a Tilápia maior se encarrega de engolir  o restante, afundando toda boia e ai se prepare para a cantada da linha e a fisgada. Se for capim, coloque somente a parte mais tenra do mesmo que é de uns 5cm no máximo.

Para pescar com capim ou erva doce durante o dia, é bom ficar num local isolado dos demais pescadores, pois precisará de espaço para lançar a isca, lembrando que a Tilápia grande por ser arisca, não atacará o capim e erva doce se lhe enxergar ou se tiver alguem próximo ao barranco.

Outro ponto importante é que esta pescaria só deve acontecer no verão, pois no inverno não se pega Tilápia. Outro detalhe seria quanto a cevar: Na época das tilápias, lá no pesqueiro tem no mínimo 50 pescadores por dia, todos cevam. Se cada um jogar nos pesqueiros 5kg de ração e mais quirera, farelo de trigo, milho verde,etc, vamos imaginar que tudo fique em torno de 10kg/pessoa ou 500kilos de ceva/dia. Assim sendo, quem for pescar, deve perguntar aos outros tilapeiros, se quem estava no pesqueiro jogou muita ceva. Em caso afirmativo, se tambem jogar, provavelmente as tilápias encherão a barriga e não atacarão as iscas.

Finalmente, hoje está difundido o sistema pesque e solte e como provavelmente se pesque uma quantidade maior de tilápias pequenas, independente da isca que se use, assim é melhor devolvê-las e só levar as maiores, o suficiente para saboreá-las com sua família ou amigos.

É isso aí, boa sorte!!!

comentarios (134)
  • caio  - tilapias
    fala comos pescamos elas no frio e tambem fale mais
  • caio  - tilapias
    fala comos pescamos elas no frio
  • Anônimo
    fala comos pescamos elas no frio
  • Anônimo
    fala comos pescamos elas no frio
  • Anônimo
    fala comos pescamos elas no frio
  • lima  - pesca tipo sanola
    nao pesquem de batida nem com isca,pesquem tipo "sanola" , nao machuca nenhum peixe, mas a ponta do anzol deve ser retirada, e trocada por uma "larula"
    mexicana
  • Anônimo
    Pesca é pesca idependente se é no rélo ou na minhoca
Escrever um comentario
Sesu detalhes:
comentario:
[b] [i] [u] [url] [quote] [code] [img]   
:D:angry::angry-red::evil::idea::love::x:no-comments::ooo::pirate::?::(:sleep::)
;);)):0
Security
Por favor coloque o codigo anti-spam que voce le na imagem.

!joomlacomment 4.0 Copyright (C) 2009 Compojoom.com . All rights reserved."