Conservando camarões

Eu já havia publicado essa dica, mas estou tentando aprimorar a técnica.

1. Após comprar qualquer quantidade de camarão, limpe-os bem (descasque, tire a cabeça, patas, como se fosse fazer um bobó de camarão).

Eu já havia publicado essa dica, mas estou tentando aprimorar a técnica.

1. Após comprar qualquer quantidade de camarão, limpe-os bem (descasque, tire a cabeça, patas, como se fosse fazer um bobó de camarão). DICA: procure camarão FRESCO. É mais fácil, pois no final do preparo a carne ficará com as fibras mais duras. Se não consiguir, vai de congelado mesmo, mas procure com casca…só se for impossível de encontrar, compre sem casca, já prontinho para comer.
2. Coloque-os numa peneira. A seguir lave-os em água corrente para eliminar todo o sargaço. (aquela gosma que fica grudada no corpo do bicho!!!)
3. Deixe escorrer a água e coloque-os para secar um pouco. NADA de forno quente, panela, fogão…. Se possível, coloque os no sol, não embolados, mas um de cada lado para secar bem. Isso pode ser feito em qquer frasco como uma tigela, um prato.
4. Logo após de SECOS, coloque os camarões em uma vasilha, alternado em camadas de sal grosso – camarões. Quanto mais sal melhor. NÃO USE SAL FINO. Depois explico.
5. Espere um pouco para que o sal absorva o excesso de água. Isso leva em torno de 10 minutos.
6. Congele e pronto. Se preferir congele em pequenas porções. Mas nunca congele sem o sal grosso.

Essa isca dura meses(testei até 6 meses depois em Piçarras – SC e tive sucesso com betaras, corvinas e alguns outros) e mesmo depois de descongelada pode novamente voltar para o freezer.
Algumas das explicações para essa forma de se conservar camarões:
1. O intestino desses crustáceos se localiza na cabeça. Logo, se retiramos a cabeça e lavamos bem o "bicho", as bactérias da flora normal que desencadeariam o processo de putrefação do organismo são eliminadas e com isso o processo de degradação torna-se mais lento.
2. A lavagem em água corrente (após a limpeza) elimina as proteases, que são enzimas que degradam proteínas, conseqüentemente a carne do camarão, deixando-os moles e quebradiços.
3. Como o sal retira excessos de água, este processo também é retardado, além de contribuir para deixar o meio inadequado para proliferação bacteriana.
4. E finalmente a baixa temperatura, que preserva a carne do camarão.

SAL FINO NUNCA!!! –> Qquer carne absorve o sal fino mto rapidamente. Isso não retira a água do camarão da forma ideal e ainda pode-se atrapalhar na pesca. Coloque sal fino num churrasco e depois me conte !!! rs

Antigamente a carne não era acondicionada em geladeira, simplesmente porque não havia. Como eram, então, conservadas carnes, inclusive para os tropeiros que viajavam com boiadas??? Quem aqui ainda não ouviu falar em carne de sol e charque??? Arroz carreteiro ???

Testem. Vale a pena. Além disso, o camarão fica mais firme no anzol e não solta com facilidade. Essa é a melhor parte.

Se alguém quiser mais receitas, discutir sobre algo, meu e-mail é: magno.borges@gmail.com
E ainda estou montando um tópico sobre pesca no meu site: www.magno.vaila.net Quem quiser mandar suas dicas, agradeço e dou todos os créditos!!!
Abraços

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *