Dicas Iscas Artificiais

Quando o peixe não está entrando na isca artificial e apenas seguindo-a, tente dar uma paradinha na isca, mas não pare por muito tempo, senão o peixe vai embora. Pare, dê uma trabalhada rápida com ponta de vara, sem recolher muito, e pare de novo. Repita o trabalho até ele entrar. Esta manha funciona muito bem para Tucunarés, Black Bass e Traíra.

Quando o peixe não está entrando na isca artificial e apenas seguindo-a, tente dar uma paradinha na isca, mas não pare por muito tempo, senão o peixe vai embora. Pare, dê uma trabalhada rápida com ponta de vara, sem recolher muito, e pare de novo. Repita o trabalho até ele entrar. Esta manha funciona muito bem para Tucunarés, Black Bass e Traíra.

. Principalmente quando o peixe está manhoso, convém dar repetidos arremessos no mesmo lugar com trabalhos alternados. Por exemplo: um arremesso com trabalho rápido e o outro com trabalho lento. Isto funciona mais para "peixes de tocáia", como Tucunarés, Traíras e Black Bass. Vale a pena insistir, pois isso lhe dará alguns peixes a mais em uma pescaria.

. Quando você avista algum peixe parado ou passeando, nunca arremesse a isca em cima dele. Isso pode assustar o peixe, principalmente se a isca for de tamanho grande. Arremesse a isca a uma distância de mais ou menos um metro além dele e trabalhe-a fazendo com que a isca passe perto dele. Mas quando um peixe é avistado caçando (atacando uma presa) arremesse em cima dele porque nessa hora o instinto de caçador dele está apuradíssimo e qualquer coisa que se mexer ele irá atacar. E é melhor ele pegar sua isca primeiro do que a presa, assim é mais garantido que você o pesque.

. Trabalhe bem o peixe, mantenha a linha sempre bem esticada, principalmente quando o peixe dá cabeçadas ou começa a dar saltos espetaculares. Quando o peixe saltar, jogue a vara para o lado e puxe-a, fazendo com que a linha fique bem esticada. Isso evita que o peixe jogue a isca longe, principalmente se a isca for pesada como o Jig.

. Nunca mantenha o peixe fora da água por muito tempo. Sempre dê um tempo para ele respirar, principalmente se for tirar foto com mais de uma câmera, filmá-lo, etc etc… Nos intervalos de uma foto e outra, coloque o peixe na água, mantendo a boca e as brânquias dentro da água por alguns segundos. Ele agradecerá.

. Solte o peixe porque o peixe acaba sim! Preserve a natureza e a alegria de boas brigas!

Marcel Nishiyama – São Paulo-SP

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *