O mar terriotorial brasileiro

Em 1970, decreto baixado pelo presidente Médici estendeu o limite territorial de 12 para 200 milhas. Mas, 23 anos depois, lei sancionada pelo presidente ltamar Franco fez o limite retomar às 12 milhas iniciais. Com base em acordos internacionais, as 188 milhas restantes foram transformadas em Zona Econômica Exclusiva (ZEE), região sobre a qual os estados costeiros terão “direitos de soberania” para a exploração e a gestão dos recursos naturais.

Fonte: O Estado de São Paulo 

Em 1970, decreto baixado pelo presidente Médici estendeu o limite territorial de 12 para 200 milhas. Mas, 23 anos depois, lei sancionada pelo presidente ltamar Franco fez o limite retomar às 12 milhas iniciais. Com base em acordos internacionais, as 188 milhas restantes foram transformadas em Zona Econômica Exclusiva (ZEE), região sobre a qual os estados costeiros terão “direitos de soberania” para a exploração e a gestão dos recursos naturais.

AS PRINCIPAIS FORMAS DE PESCA
A frota nacional de pesca é formada por embarcações de pequeno porte (em torno de 12 metros de comprimento) e idade média de 20 anos. São cerca de 70 mil barcos que estão desbravando as novas fronteiras de pesca, muitas vezes em pontos distantes, onde a profundidade supera 200 metros.

Arrasto
Nessa modalidade é usada uma rede cônica, pode ser simples (utilização de uma rede) ou dupla (com duas redes), que é puxada por uma embarcação. Pode ser usado na captura de corvina, pescada, linguado e mais recentemente o peixe-sapo.

De cerco
Consiste em uma grande rede utilizada por dois barcos para cercar cardumes de peixes, que podem ser capturadas à superfície, à meiaágua ou próximo do fundo. Um barco maior lança a rede ao mar junto de um barco menor, que rodeia o cardume fechando a rede. É utilizada para a captura da sardinha.

Espinhel
É um aparelho de pesca com um número variável de anzóis, atuando de forma passiva, com as iscas funcionando na atração dos peixes. Pode ser de fundo, com os anzóis próximos das bóias ou de superfície, com os anzóis no fundo do mar. É utilizado para a captura de atuns.

As espécies mais pescadas
A sardinha é a principal espécie pescada no Brasil, junto com o camarão e a lagosta. Mas, com a redução dos estoques destas espécies tradicionais, os pesqueiros estão capturando espécies em águas profundas, como o peixe-sapo e o caranguejo de profundidade.

 

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *