Traíra na artificial

Para uma boa pescaria de Traíra verifique antes a temperatura da água. Use iscas de superfície para água quente e iscas de meia água ou fundo para água fria ou dia com muito vento.

Para uma boa pescaria de Traíra verifique antes a temperatura da água. Use iscas de superfície para água quente e iscas de meia água ou fundo para água fria ou dia com muito vento.

Dê preferência a iscas barulhentas (JumppingMinow, Hélice, Popper) ou iscas que produzam bastante vibração (Spinner, SpinnerBait, Rattlin) isso irá "irritá-la" e fazer com que ela ataque a sua isca.

Trabalhe a isca lentamente, pois a Traíra é um peixe relativamente lento, principalmente se a água estiver fria.

Se possível arremesse a isca paralelo com a margem. Dê repetidos arremessos em lugares promissores, pois ela nem sempre ataca no primeiro arremesso.

No caso de usar iscas com um único anzol grande, tal como o SpinnerBait ou Colher, amasse a farpa do anzol, pois devido a boca da Traíra ser dura o anzol acaba quase sempre fisgando na região do olho da Traíra, de dentro para fora, por ser a parte mais mole da boca da Traíra, e isso dificultará muito a retirada do anzol sem prejudicar ou até matar o peixe.

Evite acidentes, use alicates tanto para segurar o peixe tanto para retirar o anzol. A traíra é um peixe muito escorregadio, muito difícil de segurar com a mão, e possui dentes afiados e mordida forte, o que provoca uma ferida com corte profundo e muito dolorido.

Para um bom pescador peixe bom é peixe vivo. Preserve!!

Marcel Nishiyama – São Paulo-SP

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *