Cuidados com o equipamentos de pesca

cuidados com o material de pesca

cuidados com o material de pesca
Deixar para preparar suas tralhas de pesca um dia antes daquela pescaria tão esperada pode causar frustrações ao constatar que seus equipamentos encontram-se em precárias condições de uso. Confira aqui o que fazer para aumentar a vida do seu equipamento de pesca.

O preço pago pela qualidade dos equipamentos é um investimento alto e que exige alguns momentos de dedicação e muitas vezes são manutenções simples. Alguns cuidados antes e depois de utiliza-los, podem acrescentar anos de vida ao seu equipamento de pesca.
Vamos analisar algumas manutenções básicas necessárias que irão pelo menos nos assegurar de que não será por falta de zelo com os seus equipamentos que você não irá pegar peixe!

.. VARAS

Essa é uma tarefa fácil de realizar. Requer nada mais que inspecioná-las visualmente e cuidadosamente. A grande maioria delas danificam suas pontas em portas de carro, portas de casa ou mesmo durante o transporte.

– Os passadores devem ser checados antes e depois de cada uso, evitando impactos ou qualquer área abrasiva. Para estabelecer que o anel de cerâmica não se encontra trincado, uma boa técnica é deslizar uma meia fina de nylon, a qual desfiará, na existência de uma trinca. Verifique o desgaste dos mesmos. Se estiverem frouxos, uma aplicação de Epoxy ajuda a resolver o problema. Se forem de cerâmica, checar se não estão trincados. Já os de cromo não apresentam tanto desgaste.

– Varas de fiberglass são muito resistentes e as de grafite necessitam mais cuidados. No entanto, procure não bater qualquer tipo de vara. Isso pode causar danos em seu blank e provocar uma ruptura quando pegar algum peixe.

– Após seu uso, apenas lavá-las com água corrente para limpeza. Você pode usar uma pequena quantidade de sabão neutro se necessário.

– Os Reel Seats (lugares onde se encaixam carretilhas e molinetes) também devem ser bem lavados para evitar corrosão ou avarias por sujeira ou água salgada, isso no caso de varas mais antigas, pois atualmente algumas varas apresentam excelente qualidade no material.

.. CARRETILHA E MOLINETE

É a parte mais complexa e que requer vigilância constante, principalmente quando o seu uso for em mar:

– O primeiro passo é começar adquirindo equipamentos de ótima qualidade e apropriados, seja para seu uso em água doce ou salgada.

– Aplicar um pano com água morna ao redor do carretel evitando jato de água os quais forçam a entrada de água no equipamento, posteriormente esticar a linha e recolher de volta passando por um pano com água morna. Após utiliza-lo, apertar a fricção e lavar com suaves jatos de água.

– Aproveite o seu banho e leve seu equipamento junto para reforçar a limpeza dos mesmos.

– Se tiver conhecimento, desmontar o equipamento, secando bem suas partes e utilizar um pano se necessário.

– Seguir as instruções de manutenção recomendadas pelo fabricante, usando graxa ou óleo lubrificante em suas engrenagens e aplique Silicone Spray inclusive nas linhas para prolongar suas propriedades.

– Verifique se as engrenagens trabalham suavemente.

– Caso você não tenha tempo ou não for a sua curtição, existem casas especializadas e que oferecem esse tipo de serviço.

.. LINHAS

Não requer muitos cuidados especiais:

– As linhas irão durar mais se mantidas em lugares relativamente frescos e sem luz direta.

– Trocar a linha periodicamente é uma boa! A linha monofilamento vai perdendo suas características e resistência conforme seu tempo de uso, principalmente se exposta ao calor excessivo e à luz solar, sem falar de sua memória.

– Usar um girador para reduzir ou eliminar a torção da linha.

– Verifique sempre antes e depois de cada pescaria se há áreas de desgaste que possam causar a ruptura da linha.

    Quando estiver brigando com um peixe, existem três momentos em que podem causar uma abrasão:

     1. Conforme o tipo de peixe, ele pode levar sua linha para baixo e raspa-la
         em rochas ou estruturas submersas.

     2. A dentição, a cauda ou próprio corpo de certos peixes pode causar um
         desgaste da linha.

     3. Partes do barco como: hélices, bordas, frizos e o fundo do casco também
         provocam danos.
 

.. ISCAS

Apesar de pouca manutenção, merecem cuidados especiais:

– Inspecionar as condições de suas garatéias a cada pescaria. Se estiverem abertas, um alicate pode rapidamente reparar isso. Se estiverem enferrujadas, vale a pena substituí-las para evitar a perda do peixe.

– Acomodar as iscas individualmente, pois certas iscas revestidas de materiais como plástico ou borrachas (tipo grubs ou shads) e principalmente de não boa qualidade, podem danificar o acabamento de outras iscas quando armazenadas em contato direto. No caso de Jumping Jigs, existem estojos apropriados para evitar o atrito entre eles.

– Lavar suas iscas em bastante água corrente, principalmente se o uso for em mar. Uma dica é deixa-las de molho por algumas horas em água com um pouco de bicarbonato de sódio. Isso ajuda a anular a salinidade impregnada na isca e suas garatéias.

– Secar bem as iscas antes de armazena-las.

– Protetores de garatéias ou simplesmente um pequeno elástico para uni-las, facilita o seu armazenamento.

– Evite levar a sua coleção inteira. Selecione a cada pescaria, as iscas apropriadas para pesca em mar ou para pesca em rios. Isso também agiliza o trabalho.

– Quando você pesca em mar, é aconselhável colocar as iscas que for usando separadamente para preservar as que estão limpas. Uma boa e funcional dica é levar um simples pote se sorvete, um balde ou um isopor pequeno e a cada troca de isca, coloca-la neste recipiente.

.. CAIXAS

– Caixas acondicionadas com gavetas e drenadas, organizam melhor suas iscas e acessórios em geral.

– No dia a dia, muitos optam por caixas individuais e menores, mais práticas e de fácil acomodação e transporte.

– É recomendado abrir suas caixas após cada uso, esvazia-las e lavá-las se necessário. Permitir que arejem por algumas horas a fim de eliminar toda a umidade, inclusive das iscas. Mas atenção: se houver crianças ou animais presentes, certifique-se de coloca-las em local seguro e longe de seu alcance.

– Outro item que merece cuidado é o Alicate que deve ser bem lavado, seco e lubrificado com um óleo fino.

Na minha opinião, você deve sempre comprar o melhor equipamento que você puder e cuidar muito bem dele! Optar por bons equipamentos, montar o conjunto: vara, carretilha, molinete e linha de forma proporcional e harmoniosa, armazena-los e manipula-los adequadamente, além dessas manutenções constantes garantem em grande parte o bom desempenho e a diversão de sua pescaria!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *