Pesca na baía da Babitonga

Texto: Flávio Zabala
Revisão e Introdução: Luciano Cebula

O dia começou com o céu parcialmente nublado, um pouco de vento, mas nada que viesse a preocupar. Nos dirigimos para a  Marina do Pontal, exatamente às 07:15 da manhã, conforme o combinado com o nosso guia Renato, que já nos aguardava, preparando-se para colocar o barco “Angel Muriel” na água.  O mar estava levemente agitado, com a maré enchente bem devagar. Embarcamos às 07:30h e nos dirigimos para o Capri, em São Francisco (cerca de 10 minutos) onde fomos pegar as iscas com o Zé do Camarão. Como o Renato já havia deixado tudo combinado com ele no dia anterior, os camarões vivos conhecidos como “Perereca”, já estavam prontos para serem embarcados. Decidimos levar também sardinha do tipo “cascuda”, das quais, após duas hábeis tarrafadas do “Zé do camarão”, já tínhamos o suficiente para pescar o dia inteiro.  Munidos de camarão e sardinha vivas e muitos empolgados, fomos experimentar a Baía da Babitonga. A lua não era nada favorável para essa modalidade de pesca, mas como todo bom pescador, só pega peixe quem tem a isca na água.

Utilizamos conjunto de vara e carretilha, médio/leve, e um chicote com duas pernadas com a chumbada em baixo. Esse chicote aliás, foi um aprendizado, pois o Renato nos mostrou uma forma rápida e muito eficiente, de confeccioná-lo, e eu, pessoalmente, achei uns dos melhores que já utilizei.

Chegando ao ponto desejado, poita na água, ajusta e acerta a posição do barco e, linha na água. Não passou 10 minutos e o Luciano já estava brigando e perdendo muita linha. Passados uns 5 minutos, conseguimos ver uma bela Arraia, da qual o Renato, com todo cuidado e atenção que ela merece, soltou o anzol e devolveu para o mar. E logo, mais uma vez um robalo, um pouco abaixo da medida, mas valente o suficiente para animar a todos no barco, bateu em nossa linha. Assim começou a nossa pescaria: Era robalo, Betara e até Baiacu. Passou umas 3,5h e fomos para outro ponto, já com o céu azul e o mar calmo.

Luciano e sua Betara Negra Flavio e Sua Corvina

Iniciamos a pesca de rodada sobre uma laje, à 11mts de profundidade. Utilizamos jigs de 30 e 40 gramas, mas não tivemos nenhuma ação, ao contrario do que ocorria com as iscas vivas. Era por na água e sentir a puxada. Mais uma briguinha, isca no anzol e assim fomos até perto das 14:00h com muitos peixes fisgados e devolvidos ao mar, para que continuassem a dar alegria à pescadores como nós.

Decidimos ir para o canal do Capri, mas não tivemos sorte. Assim, fomos arriscar na frente do novo porto, pescando de rodada sobre o canal a 22m de profundidade, mas infelizmente não era o nosso dia. 

Foi uma bela pescaria, com muitos exemplares fisgados mas, duas coisas nos surpreenderam e muito:

– Uma delas, é que apesar da lua (ultimo dia da lua minguante) não ser favorável para a pesca de baía, tivemos ação de peixes quase o dia inteiro, como uma variedade enorme de espécies, pois fisgamos robalos, espadas, betaras, betaras pretas, corvinas, bagres, baiacus, Aipims (de grande porte para sua espécie) e a Arraia. Isso mostra a riqueza desse lugar e seu eco sistema, assim como toda a beleza da baía e dos seus arredores com a suas belas ilhas.

 

Outra coisa que nos chamou a atenção, foi o guia Renato e sua lancha, com um conjunto muito equilibrado, todo equipado para pescadores como nós. Com muito conforto e boa navegabilidade.

Agora falando do guia  Renato: uma pessoa que sabe, conhece e gosta do que faz. Um guia de pesca sensacional, prestativo, comunicativo e com uma excelente postura com relação à pesca e ao meio ambiente. No seu barco só entra peixe acima da medida! Este é o tipo de guia que nos pescadores temos que buscar. Pessoas com ele é que vão garantir para as nossas próximas gerações, a esportividade da pesca que elas merecem.

Fica aqui a dica do Peska.com.br para quem quer pescar:
“A pesca é um conjunto de fatores onde se inicia pela escolha do companheiro e do guia de pesca”

Assista o Video

 

Abraços!! E, isca na água.

                                                                                                 
Guia Renato.

Contatos:  Segue o Tel: 047 – 3443 – 6367
Um atendimento diferenciado. Não ao comercial, sim ao amor ao esporte 🙂
Vale  apena conferir!!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *