A influência da lua na pescaria

maré grande ou sizígia

Em uma pescaria toda dica ajuda, desde equipamentos, iscas,ventos, pressão, etc. Mas a dica que mais é seguida com certeza é a da Lua. Neste breve texto vamos dar algumas dicas sobre a Lua e sua Influência na ajuda a pescadores a fazerem suas grandes pescarias.

Por: Flavio Zabala
Revisão: Luciano Cebula

Para podermos aproveitar melhor este recurso da influência da lua, temos que dividir em três tipos de pescaria:

– A pesca em baias 
– A pesca em costões.
– A pesca Oceânica
– A pesca em rios e lagoas

Durante um bom tempo temos tentado assimilar e achar uma explicação lógica sobre a influência da lua nas pescarias e chegamos a algumas conclusões.

Não podemos dizer que é uma regra. A lua é o único satélite natural da terra, e ela é responsável pela movimentação das marés devido à força gravitacional exercida sobre nosso planeta.

A lua tem quatro fases: lua nova (seu nascimento); lua crescente (seu crescimento); lua cheia (sua plenitude) e lua minguante (seu desaparecimento).

Nessas quatros fases existem duas formas: as marés vivas e as marés mortas. As marés vivas são as marés de luas “grandes” como a cheia e nova, é onde a lua exerce toda sua força, “o mar sobe muito e desce muito” isso depende também da região que você está geograficamente.

maré grande ou sizígia
Maré pequena

Na região do sul do Brasil essa variação é de 1,5m em relação ao nível médio.

Já nas marés mortas (Maré de quadratura) essa variação fica entorno de 0,70m e a maré fica mais constante, de uma forma bem resumida.

Para podermos entender melhor tudo isso, pode-se dizer: nas marés vivas, as de luas grandes (nova e cheia) o mar “corre” muito,  pois o nível da água sobe muito e desce muito ifazendo com que toda a movimentação do fluxo seja mais forte e mais rápida.

Nas luas mortas é o contrário: pouca variação, pouco fluxo de água e conseqüentemente menos força.

Não podemos afirmar que isto é uma regra mas podemos garantir que é uma boa dica de como a lua pode influenciar na sua pescaria, ou qual é melhor lua para se pescar em rios, mares e lagos.

Pesca de baía
As baías são praticamente canais naturais. Vamos supor o seguinte cenário: O nível da baía subiu rapidamente 1,5m acima da media em 2h. Já que temos uma maré forte e rápida e você apoitou seu barco sobre um cardume de peixes, sua pescaria vai durar no máximo trinta minutos. Como os peixes estão sempre atrás de comida, isso quer dizer que há comida onde você(e os peixes) estão. Mas por que vai durar 30 minutos?

Vamos voltar a lua e a sua pescaria. Se estamos em uma lua grande onde maré é forte e rápida, a comida onde o cardume está vai junto com a correnteza (e por consequência os peixes), e você ficou lá, com o barco aportado esperando que o cardume volte. Nas luas grandes os peixes se movimentam mais atrás das iscas devido à força da maré. Assim, para realizar uma boa pescaria em baía, as melhores luas são as luas mortas, de pouca variação (crescente e minguante) onde a maré corre mais “suave”.

Mas, existem dois pontos importantes que devem ser considerados: a “influência da lua sobre a lua” e a “parada da Maré”. A influência da lua sobre lua basicamente é a passagem de uma lua para outra. Se estamos pescando no último dia de lua cheia, a maré começa a perder força devido à influência da lua minguante. Assim,  para que as dicas acima sejam válidas, temos que ir pescar geralmente no quarto dia de cada lua. Esse é o dia ideal, onde a lua minguante esta em sua plenitude com pouca influência das outras luas. A parada da maré (ou reponto) é o momento decalmaria antes de mudar o seu sentido, exemplo: A lua é minguante. Ela está no seu quarto dia (quarto–minguante) a maré esta enchendo, correndo devagar com pouca força. Quando ela terminar de encher, ela vai parar por um tempo de 30 minutos aproximadamente antes de começar a baixar. Por este motivo a parada da maré é a mais produtiva e isso sim é uma regra independente de qual lua estamos.

Pesca de costões
Na pesca de costões é um pouco diferente. A costa não é um canal e sim um obstáculo para as ondas do mar. As luas mais produtivas são as luas grandes, onde o mar tem força e consegue movimentar o fundo (seja de pedra, areia ou cascalho). As ondas movimentam o fundo e levantam a sujeira deixando à deriva da corrente e da forças das ondas. Para a pesca de costões, dê arremessos curtos entre 50m a 80m. A hora mais produtiva é durante a subida da maré, pois as ondas agitam o fundo e levam a comida para a costa e estas são seguidas pelos peixes.

Pesca oceânica.
Na pesca oceânica, a influência da maré é quase nula. Você está pescando a mais de 20m de profundidade. Se não tem cascalho ou destroços, a lua serve apenas para a pescaria mais bonita. Geralmente os dourados e cações estão atrás da sujeira (galhos, paletes, troncos, etc.). Você tem que ir “atrás” mesmo, até conseguir levantar um cardume.

Rios e lagos
Na pesca de rios e lagos a melhor lua é a cheia. Durante a lua cheia existe mais claridade durante a noite anoitecer e o amanhecer. Assim, os peixes ficam mais tempo atrás de alimento, se movimentando e aproveitando os insetos que voam e se confundem com o reflexo da lua sobre os espelhos d’água. Como se movimentam mais, precisam se alimentar mais. Durante o dia, tentam suprir esse gasto extra, através da alimentação, deixando um monte de pescadores felizes.

Espero ter ajudado e aguardamos seus comentários. 

Abraços e “Isca na água”.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *