Pescaria em rios e lagos

Cada tipo de pescaria tem suas nuances. A pesca no mar difere da pesca em rios, lagos e lagoas. Nessa matéria, você confere algumas caracteristicas importantes da pesca em rios e lagos.

PESCA EM RIOS E LAGOS
Para a realização da pesca nestes ambientes, deve-se utilizar roupas leves de cores claras e camisa de manga comprida, PARA PROTEGER-SE DOS MOSQUITOS. Outros equipamentos pessoais fundamentais são: faca, tesoura, alicate, alicate-de-corte, chapéu ou boné e um bom repelente. Várias metodologias podem ser executadas:

BATIDA
Com o barco a deriva na correnteza ou vento, com uma vara simples de 1,20 a 2,20 metros (padrão internacional), linha recomendada 0,45 a 0,60 mm . Anzóis 6/0 a 8/0, com empate de aproximadamente 15 cm de aço e chumbo oliva de 5 a 20g. As melhores iscas são frutas da região caranguejos ou massa de farinha em pelotas (depende do peixe objetivado). Como dica importante, utilize comandos com os remos fazendo com que o barco chegue perto dos aguapés e caminhe paralelamente à sua beira e com batidas da isca na água tentando atrair o peixe. Esta técnica é muito eficiente para a captura do PACU no pantanal.
 
CORRICO
É um tipo de pesca que utiliza o barco em movimento com motor de popa arrastando uma isca artificial. Para este tipo de pesca recomenda-se a montagem de um empate de aço de aproximadamente 30 cm ligado à isca através de um distorcedor e através de outro distorcedor à linha principal. Uma dica importante é utilizar um grampo ligado à isca para poder substituí-la rapidamente. As iscas recomendadas são Plugs em formato de peixe com barbela de tamanho 11 a 14, com cores diversas, colheres e spinners. As melhores varas são as de ação média com ponta rígida com comprimento aproximado de 1,60 m. Como observação importante para o bom resultado da pesca é o recolhimento das linhas a medida que um companheiro fisga um peixe. Outra dica importante é arrastar as iscas a distâncias diferentes, distanciando-se cerca de 3 m uma da outra.

RODADA
Este tipo de pesca baseia-se na utilização de um barco à deriva, com pequeno controle através de remos ou motor elétrico, deixando a linha descer junto ao barco. Esta técnica de pesca é muito utilizada em ambientes profundos. O equipamento indicado consiste em varas de ação média ou pesada, com comprimento de, no próximo, 2, 20 metros. A linha deve ser de 0,40 a 0,60 mm. Para peixes pesados como jaú, aconselhamos a utilização de um arranque de 1,0 a 1,5 metros de comprimento, arranque com linha de maior calibre (0,60) facilitando o embarque do peixe. O chumbo ideal é o de formato oliva, solto na linha e anzol com empate de aço. Os anzóis ideais são do tamanho 6/0 a 8/0. As melhores iscas são aquelas que ocorrem no ambiente, como: o sarapó (morenita / tuvira);o mussum, minhoca, peixes e pequenos crustáceos.
 
APOITADA
Como o próprio nome traduz, é um tipo de pesca que o barco fica apoitado, podendo ser na calha principal do ambiente (rio ou lago) , na margem ou próximo a algum substrato interessante (moitas, aguapés, galhadas, etc). O equipamento de pesca poderá variar muito de acordo com o tipo de pescado existente no local e a técnica utilizada. Nesta modallidade pode-se utilizar arremessos com iscas artificiais, pesca de fundo próximo ao barco, etc. Para maior aproveitamento, teste vários tipos de técnicas utilizando o que foi descrito anteriormente.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *