Especial Pesca da Tilápia Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 131
PiorMelhor 
Escrito por Luciano Cebula   
Neste especial sobre a Tilápia, o amigo do peska.com.br, Marcos A. Cavalcanti, conta um pouco para nós, dos seus truques, dicas e manhas, na pesca deste peixe que já faz parte do dia a dia de vários amigos pescadores.

 

Por Marcos A. Cavalcanti 

Lí e concordo com várias dicas aqui do Peska.com.br sobre a pesca da Tilápia e abaixo espero dar a minha contribuição, baseado na experiência de 15 anos pescando este peixe, especialmente na represa Capivari Cachoeira/Paraná:

A represa Capivari Cachoeira
Esta represa fica na região metropolitana de Curitiba, Municipio de Campina Grande do Sul e a pesca deste peixe se dá do final da primavera e durante o verão. Assim, vamos à algumas dicas:

1)Preparo do pesqueiro: Depois de aplainarmos o barranco, instalamos o guarda sol e sobre ele uma lona plástica, formando uma barraca, com espaço suficiente para nos movimentarmos dentro dela, bem como, colocar uma cadeira, os suportes das varas e do samburà. Espaço para o refletor a gás, cevas, iscas,etc. Tudo isto, com o mínimo de barulho, para não afugentar os peixes.

2)Cor da lona plástica e do guarda-sol: Preferencialmente cor preta, que não reflita na água;

3)Tamanho das varas telescópicas:
   a) Barrancos profundos: Varas de no máximo 3 metros;
   b) Barrancos rasos: varas acima de 4 metros.

4)Quantidade e distâncias das varas entre sí: Entre 5 e 9 varas na distância de 20cm uma da outra,diminuindo a quantidade das mesmas, após observar "em quais" as tilápias estão beliscando.

5)Iscas:
  Milho verde em espigas, bicho da laranja, capim picuia ou papuã, erva doce.

6)Cevas: Ração de coelho ou de peixe que afunde, quirera grossa de milho sêco, milho verde cortado no sentido vertical da espiga.

OBS:Na pesca noturna com capim, jogamos um maço de capim à uns 30cm antes da ponteira das varas, amarrados com uma cordinha de nylon e um pêso para que afunde.
ATENÇÃO: À noite a erva doce não adianta.

7) Linha e anzol: Linha número 25 a 30 e anzol 14/16 marusseigo ou chinu proporcional ao marusseigo.

8) Pena: na côr branca de até 15 cm, pois facilita enxergá-la a noite com a luz do refletor. A noite temos dado preferência à luz química (starlite) na cabeça da pena, a qual substituirá a luz do refletor, que ficará direcionada para o interior da barraca.

9) Uso do refletor: Acendê-lo um  pouco antes de escurecer e assim que fique escuro, regular a luz do mesmo, o suficiente para clarear as penas. Não usar a luz máxima do mesmo, pois irá atrapalhar outros pescadores.

10)Sair ou retornar à barraca à noite: Usar uma lanterna para isso, evitando iluminar a água ao sair e retornar ao pesqueiro, para não afugentar as tilápias.

11) Tilápias grandes: Para retirá-las da água, usamos um passaguá (coador) e como elas armam a espinha dorsal, usamos um pano, para não machucar as mãos e depois as colocamos no samburá.

12)Pesca diurna com erva doce:
   a) Colocar somente a ponteira do ramo da erva doce;
   b) Usar uma boia de isopor pequena de 2 a 3 cm de comprimento,com um chumbinho à uns 20cm do anzol, para que afunde a isca. Regular a boia numa distância de 60cm até 1 metro. Usar o anzol tipo cristal que é mais fino e facilitará a colocação do raminho de erva doce;
   c) Usar varas de 4,5 metros ou maior, lançando a linha a favor do vento a uns 2 metros do barranco. O vento fará com que a boia vá encostando no barranco.As tilápias pequenas começam a beliscar a ponteira da erva doce, levando-a para o fundo, onde a Tilápia maior se encarrega de engolir  o restante, afundando toda boia e ai se prepare para a cantada da linha e a fisgada. Se for capim, coloque somente a parte mais tenra do mesmo que é de uns 5cm no máximo.

Para pescar com capim ou erva doce durante o dia, é bom ficar num local isolado dos demais pescadores, pois precisará de espaço para lançar a isca, lembrando que a Tilápia grande por ser arisca, não atacará o capim e erva doce se lhe enxergar ou se tiver alguem próximo ao barranco.

Outro ponto importante é que esta pescaria só deve acontecer no verão, pois no inverno não se pega Tilápia. Outro detalhe seria quanto a cevar: Na época das tilápias, lá no pesqueiro tem no mínimo 50 pescadores por dia, todos cevam. Se cada um jogar nos pesqueiros 5kg de ração e mais quirera, farelo de trigo, milho verde,etc, vamos imaginar que tudo fique em torno de 10kg/pessoa ou 500kilos de ceva/dia. Assim sendo, quem for pescar, deve perguntar aos outros tilapeiros, se quem estava no pesqueiro jogou muita ceva. Em caso afirmativo, se tambem jogar, provavelmente as tilápias encherão a barriga e não atacarão as iscas.

Finalmente, hoje está difundido o sistema pesque e solte e como provavelmente se pesque uma quantidade maior de tilápias pequenas, independente da isca que se use, assim é melhor devolvê-las e só levar as maiores, o suficiente para saboreá-las com sua família ou amigos.

É isso aí, boa sorte!!!

comentarios (130)
  • lima  - pesca tipo sanola
    nao pesquem de batida nem com isca,pesquem tipo "sanola" , nao machuca nenhum peixe, mas a ponta do anzol deve ser retirada, e trocada por uma "larula"
    mexicana
  • Anônimo
    Pesca é pesca idependente se é no rélo ou na minhoca
  • Anônimo
    Sou fanatico em pescar tilapias e sao muito saborosas moacir .gordo carioca marilia ...sao.paulo
  • mauro nauata
    Vocês pescadores, pescar é bom, mas sempre procure pescar com isca e, não na batida, modo este conhecido também "pescar na covardia", "lambada", "gancho', isso é ridículo, como pode alguém pescar dessa forma e achar que esta correto. Pescar dessa forma, pega peixes de todo tamanho, grandes, pequenos, ou melhor tudo que estiver na mira do anzol, tenho um colega que tem essa mania, já cansei de pedir para não pescar dessa maneira, mesmo porque corre grande risco de apanhar na beira da represa, ou ser jogado na água, então aprenda nadar primeiro, senão corre um grande risco de morrer afogado. O meu amigo que pesca na batida, eu já vi ele pegando tilápia, grande, médio, lambari, caranguejo, camarão, botinas, sacos de supermercados, pneus de bicicleta, lampião velho, etc., não passe por esse vexame, você vai na represa para se divertir e não para passar vergonha. A maioria dos peixes que você pega na lambada, amanhecem mortos no sambura, porque muitas das vezes o anzol perfura a barriga e atingem o intestino do peixe, causando a sua morte. Agora tem um cara chamado de Silvio João, acha que estou errado, eu só queria que ele fosse dono de pesqueiro e alguém fosse lá pescar na "covardia", queria ver se ele ia gostar de ver peixes boiando no seu pesqueiro.
    a
  • Silvio joão da Silva  - Falta de conhecimento
    Parabens Mauro agora voce provou q não indende nada de pescaria.Pescar na batida é pescar com miçanga na ceva. Eu sei q isso é muito dificil para voce entender. Eu e os pescadores de batida entendemos q voce precisa se atualizar sobre pescaria pescar na lambada é outra pes.q eu ate concordo com voce Pescar com miçanga não machuca o peixe os peixes são pegos pela boca ou pelo queixo.Se voce se enteressar pelo assunto entre em contato comigo mas por favor pare de comentar o q voce não sabe.Aprenda a pescar ou desista desce lazer.
  • Pedro  - Pescando em festa
    Desde criança eu pesco, principalmente nas barracas de de pescaria nas festa juninas. era legal, o moço da barraca ajudava a fisgar o anzol no peixinho de papel, ai eu ganhava uma bola.
Escrever um comentario
Sesu detalhes:
comentario:
[b] [i] [u] [url] [quote] [code] [img]   
:D:angry::angry-red::evil::idea::love::x:no-comments::ooo::pirate::?::(:sleep::)
;);)):0

!joomlacomment 4.0 Copyright (C) 2009 Compojoom.com . All rights reserved."