Nós para pesca Imprimir E-mail
Avaliação do Usuário: / 123
PiorMelhor 
Escrito por Luciano Cebula   

Em qualquer pescaria, um aspecto técnico do qual o pescador não tem como fugir é a confecção de um nó, ainda que da forma mais simples. Os nós são utilizados principalmente para unir extremidades - como atar a linha aos anzóis e snaps, por exemplo - e em emendas, nas quais são atadas duas linhas ou a linha a um encastoado de aço.


Um aspecto real e bastante debatido relaciona-se ao enfraquecimento das linhas pelo nó. Para fugir desse problema alguns pescadores são contrários ao uso do leader. Porém, na pesca de predadores que brigam sujo, como tucunarés e Robalos, o uso de um bom leader é indispensável. E aí o surgimento de colas para linhas de nylon se mostra como uma alternativa.
Mas enquanto não inventarem uma linha que já "vem colada ao anzol" não haverá como fugir completamente do nó. A verdade é que, se observados alguns detalhes básicos, o atado de nós não traz maiores problemas. Vejamos então quais são as principais regras para a confecção de um bom nó:

1- Use o nó correto para cada situação: são muitas as opções de nós que podem ser atados pelo pescador e cada um se adapta (ou tem um melhor desempenho) a uma situação especifica.

2- Evite atar linhas de diâmetros muito diferentes: atar linhas de diâmetros muito díspares dificulta bastante a execução do nó e, muitas vezes, compromete o seu resultado final. Caso seja necessário fazer isso, utilize um nó que se ajuste melhor à essa condição.

3- Observe cuidadosamente a ordem correta dos passos: existe uma ordem adequada para a execução de cada passo na hora de atar um nó. Puxar uma laçada no momento errado pode fazer com que o nó se arrebente quando tracionado.

4- Apare bem as pontas da linha: depois de atar o nó, apare bem as pontas da linha. Lembre-se que a linha só corre em nós mal dados. Portanto, se o nó tiver sido atado de forma correta, a linha pode ser cortada bem rente, sem maiores problemas.

5- Utilize um trim para aparar a linha: o instrumento que apresenta melhor desempenho na hora de se cortar linhas e aparar suas pontas é o trim. Ele finaliza de forma segura o atado, diminuindo muito os riscos de danificar a linha na hora de aparar as pontas.

6- Observe cuidadosamente o aspecto final do nó: nós com aspecto ruim, laçadas sobrepostas, e principalmente "mordidas na linha", devem ser cortados e refeitos. Afinal, não vale a pena arriscar...

7- Teste o seu nó antes de começar a pescar: muitas vezes o nó, embora apresente um ótimo aspecto visual, enfraquece a linha que pode arrebentar sem o menor esforço na fisgada do primeiro peixe. Puxando as partes unidas de forma moderada, o pescador pode descobrir se o nó enfraqueceu a linha ou não, tendo assim a chance de refazê-lo.

8- Não utilize produtos químicos para lubrificar as laçadas: como são muitos os polímeros usados na confecção das linhas de pesca, nunca se sabe quando um desses lubrificantes irá enfraquecer a linha.

9- Embora alguns não gostem dessa prática, muitos pescadores acreditam que lubrificar o nó com saliva melhora o seu desempenho e permite um melhor ajuste das laçadas.

Nó único
Este talvez seja um dos nós mais usados em função da facilidade com que é feito e pelo seu bom resultado final. É recomendado para atar extremidades e pode amarrar a linha a um anzol, snap ou girador. Outro aspecto interessante é que pode ser usado para linhas de grandes espessuras. Siga os passos e apare a ponta bem rente no final com um trim.
Nós para pesca-no1.gifPasse a linha pelo olho do anzol e faça uma laçada;
Nós para pesca-no2.gifDê 4 ou 5 voltas sobre os segmentos que passaram pelo olho;
Nós para pesca-no3.gifPuxe a sobra e aperte até formar o corpo do nó;
Nós para pesca-no4.gifDê o aperto final, puxando pela linha principal e apare as pontas.



Nó de sangue

É um tipo de nó muito interessante para ser usado em emendas de linha. Fácil de ser executado, ele apresenta a particularidade de conservar bem a resistência natural da linha. Seu inconveniente é o fato de que só deve ser usado para unir linhas de diâmetros muito próximos. Com certeza é a melhor opção para emendar a linha após "aquela cabeleira com final trágico"... Ao final apare as pontas bem rente com o trim.
Nós para pesca-1no_s.gifFirme as pontas que serão unidas;
Nós para pesca-1no_s2.gifEntrelace a extremidade direita e volte pelo centro; faça o mesmo com a outra ponta;
Nós para pesca-1no_s3.gifFirme as sobras e puxe as duas partes das linhas em sentido contrário;
Nós para pesca-1no_s4.gifApare as sobras.

Dois outros tipos de nós que o pescador precavido não pode deixar de conhecer são: o nó "trilene" e o "nó único" para emendas. De atado extremamente útil e simples, eles podem ser feitos tanto em casa, no momento dos preparativos para a pesca, quanto no barco ou barranco. Siga os passos e vamos lá...

 

Nó trilene
O próprio para atar extremidades, ele é uma das melhores opções para se prender o anzol, o snap ou o girador à sua linha. Isso porque tem a propriedade de conservar quase que 100% da resistência original da linha. Além disso, para se atar um trilene não existem complicações. É só aparar rente com o trim e linha na água.

Passe a linha duas vezes pelo olho do anzol;
Nós para pesca-notrilene1.jpg

Dê 4 ou 5 voltas na linha e passe sua ponta pelo arco formado;
Nós para pesca-notrilene2.jpg

Aperte bem e apare as pontas.
Nós para pesca-notrilene3.jpg

 

Nó único para emendas
É uma variação de um dos nós que vimos semana anterior, o "nó único", que é usado para atar extremidades. O "uniknot" para emendas é, possivelmente, o mais simples dos nós de emenda. Contudo, no atado deste nó, a linha perde uma parte considerável de sua resistência.

Nós para pesca-1no_u.gif Passe a linha pelo olho do anzol e faça uma laçada;

Nós para pesca-2no_u.gif Dê 4 ou 5 voltas sobre os segmentos que passaram pelo olho;

Nós para pesca-3no_u.gif Puxe a sobra e aperte até formar o corpo do nó;

Nós para pesca-4no_u.gif Dê o aperto final, puxando pela linha principal e apare as pontas.

 

Nó albright
Este talvez seja o nó mais difícil de se fazer. Contudo, é um dos mais usados pelos pescadores para atar os seus leaderes. Algumas características do albright justificam essa preferência. Ele pode ser usado para atar linhas de diâmetros muito diferentes e para atar a linha a um empate de aço encapado. E para completar, é um dos nós que mais preservam a resistência original da linha (dentre os usados para emendas). Para atar um bom albright, as melhores dicas são: paciência e muita atenção para a ordem de puxar cada laçada. Também é bom que o pescador encontre uma forma pessoal para segurar as laçadas com as mãos, pois são tantas que tem que se tomar cuidado para não amarrar os dedos!!!
Nós para pesca-albright.JPG

 

Nó de sangue compensado
Esta é apenas uma variação do nó de sangue simples, que já ensinamos. O interessante deste nó é que a compensação do número de voltas, no lado da linha fina, tende a equilibrá-lo e evitar que a desigualdade das laçadas cause o "amassamento" e, consequentemente, o enfraquecimento da linha fina. Com isso, ele pode também ser usado para unir linhas de diâmetros diferentes, o que não era recomendado para o "blood knot" simples. Portanto, se você gostou e se deu bem com o nó de sangue, o nó compensado é uma ótima opção!
Nós para pesca-sangue.jpg
  

Nó palomar
Um nó de confecção simples para atar extremidades e, talvez, seja o preferido da maioria dos pescadores para essa situação, porque realmente apresenta algumas vantagens.
Uma delas é a particularidade de entrar em contato com a extremidade unida (anzol, snap, girador) com duas voltas da linha, isto é, a linha passa dobrada pelo aro onde é amarrada.
Além de apresentar resistência extra, devido à laçada de união que é dobrada, o palomar ainda tem as ótimas características de não enfraquecer a linha e de nunca se desfazer, se bem apertado, o que pode ocorrer com outros nós.
Um cuidado que deve se tomar, é de não usar este nó para linhas muito grossas (acima de 0,60 mm), pois as laçadas não se ajustam adequadamente e o resultado final não é bom neste caso.

VEJA ABAIXO COMO DEVEMOS PROCEDER
Este nó é usado para atar linha a um terminal, principalmente com linhas multifilamento.

1 - Faça uma alça de 25 centímetros e passe a linha dupla por dentro do olho de qualquer objeto que se deseje prender
Nós para pesca-palomar.jpg

2 - Logo após faça uma meia volta com a linha dupla. Se possível evite que as linhas se enrolem nesta etapa.
Nós para pesca-palomar1.jpg

3 - Passe o objeto desejado por dentro da laçada da linha dupla, um pouco além da meia volta.
Nós para pesca-palomar2.jpg

4 - Puxe a ponta da linha e a linha principal até que o nó fique bem apertado. Corte a ponta da linha uns dois milímetros depois do olho do objeto
Nós para pesca-palomar3.jpg



Nós para pesca-nos.gif

 

Nós para iscas artificiais

Nós para pesca-noartificial1.jpg
Antes de inserir a ponta da linha pelo olho da isca artificial, faça um laço através de uma meia-volta alguns centímetros acima da ponta da linha.
 
Nós para pesca-noartificial2.jpg
Passe a ponta da linha pelo olho da isca artificial e pelo laço.
 
Nós para pesca-noartificial3.jpg
Segurando as espirais no lugar com uma mão, puxe com a outra a ponta da linha apenas até o nó encostar.
 
Nós para pesca-noartificial4.jpg
Ajuste as espirais formadas junto à pata do anzol, lubrifique e aperte o nó puxando as duas partes da linha em sentidos opostos. Corte a ponta da linha rente ao nó.
 

 

comentarios (89)
  • Captain Zecca  - Sobre eficiência dos nós em linha de pescar
    Pela experiência adquirida por vários anos de pescarias feitas com linhas abaixo de zero cinquenta de espessura, cheguei a seguinte conclusão: realmente o melhor nó nesse caso, é sem duvida o PALOMAR.
  • Captain Zecca  - Sobre eficiência dos nós em linha de pescar
    Pela experiência adquirida por vários anos de pescarias feitas com linhas abaixo de zero cinquenta de espessura, cheguei a seguinte conclusão: realmente o melhor nó nesse caso, é sem duvida o PALOMAR.
  • Jouber Oliveira  - Muito Bom
    Boa tarde.
    Muito boas essas explicações!!
    Obrigado
  • Manuel  - Muito bom
    O nó albright é ótimo, e consegui fazê-lo com maior facilidade, utilizando um pedaço de arame de mais ou menos trinta centímetros dobrado, acompanhando a linha de diâmetro maior. Agradeço a orientação desse nó, pois sempre tive dificuldade na sua elaboração para o arranque.
  • Ernesto otavio  - Nó para pesca
    Muito boa a matéria, tirou todas as minhas dúvidas.
Escrever um comentario
Sesu detalhes:
comentario:
[b] [i] [u] [url] [quote] [code] [img]   
:D:angry::angry-red::evil::idea::love::x:no-comments::ooo::pirate::?::(:sleep::)
;);)):0
Security
Por favor coloque o codigo anti-spam que voce le na imagem.

!joomlacomment 4.0 Copyright (C) 2009 Compojoom.com . All rights reserved."